Sinduscon-RS encerra a primeira temporada de Lives

Nova programação será lançada em agosto

O governador Eduardo Leite encerrou a primeira temporada do projeto Sinduscon-RS Lives no dia 30 de junho. Foram assuntos centrais da transmissão o Distanciamento Controlado diante da COVID-19 e perspectivas econômicas pós-pandemia. O presidente do Sinduscon-RS, Aquiles Dal Molin Junior, registrou o reconhecimento do esforço do Governador em manter o equilíbrio entre a atividade econômica e a proteção a vida e saúde dos gaúchos neste momento de difíceis e complexas decisões.  “Nos critérios com fundamentos científicos, o Estado em nenhum momento sinalizou o fechamento da construção civil. Em Porto Alegre enfrentamos com muito mais preocupação a segunda paralisação sem condições mínimas de garantir a sobrevivência de empresas e, consequentemente, evitar demissões”. Os dirigentes apresentaram durante a Live indicadores monitorados  pela Entidade, que comprovam que a atividade da construção civil não é vetor de contágio da COVId-19, o que não justifica a decisão radical de uma paralisação.

O Sinduscon-RS Lives encerrou  a primeira temporada. Mas em agosto o projeto retorna, com mais 10 transmissões tratando de temas relevantes à construção civil e ao mercado imobiliário. A íntegra da Live pode ser acompanhada no Youtube do Sinduscon-RS.

Frases de destaque da Live

“A circunstância excepcional e absolutamente extraordinária pela qual estamos passando será superada. Em seguida, retornaremos a nossa agenda, que tem como objetivos o  fomento ao desenvolvimento, estímulo aos negócios, criação de um ambiente favorável a investimentos, que gere empregos.”

“Estamos diante de algo que pode impactar a maneira como as pessoas se relacionam, consomem e enxergam o futuro. O Estado atua, portanto, no sentido de coordenar os esforços a fim de dar percepção de segurança e de previsibilidade às pessoas – tanto os consumidores como os investidores. Mas a restrição de circulação de pessoas se faz necessária… Acreditamos que a construção civil consegue manter uma disciplina entre seus trabalhadores, mantendo a rigidez necessária no combate a propagação da Covid-19. “

“O Sinduscon-RS tem feito um trabalho elogiável diante da pandemia. Eu cumprimento a Entidade que tem atuado com muita consistência na defesa da retomada da atividade, com dados, informações e protocolos visando a prevenção. O trabalho que tem sido feito merece atenção .”

Governador Eduardo Leite

 

“Gostaria de registrar o reconhecimento do esforço do Governador em manter o equilíbrio entre a atividade econômica e a proteção a vida e saúde dos gaúchos neste momento de difíceis e complexas decisões. Nos critérios com fundamentos científicos, o Estado em nenhum momento sinalizou o fechamento da construção civil. Em Porto Alegre enfrentamos com muito mais preocupação a segunda paralisação sem condições mínimas  de garantir a sobrevivência de empresas e, consequentemente, evitar demissões. “

Aquiles Dal Molin Junior, presidente do Sinduscon-RS

 

“De acordo com o IBGE há  397 mil habitantes nos 23 municípios que compõem o Litoral Norte do Estado. Porém, pós a COVID-19, com base no número de lixo recolhido, conta de luz e cobertura vacinal, este número foi ampliado para cerca de 700 mil. O  crescimento populacional na região demandará  mais infraestrutura e implicará em novas necessidades de acesso a educação, saúde e segurança. “

Alfredo Pessi, vice-presidente e coordenador do escritório regional do Sinduscon-RS

 

“É de conhecimento do poder público e da iniciativa privada, o prejuízo imensurável dos loteamentos clandestino nas cidades. Construídos em locais irregulares, provocam investimentos em equipamentos urbanos e em infraestrutura não planejados. Neste sentido a celeridade nos processos de aprovação é essencial no enfrentamento desta situação. Há projetos de loteamento e condomínios que ficam 4, 5 ou até 8 anos em tramitação para aprovação. “

Sergio Bottini Junior, vice-presidente do Sinduscon-RS

 

“O Banrisul tem sido um tradicional parceiro no financiamento à produção para a construção civil. Neste momento, as construtoras e incorporadoras têm sido extremamente pressionadas economicamente  ao longo de sua cadeia produtiva pelo impacto da pandemia. A revisão de taxas praticadas em contratos antigos e novos, principalmente diante da significativa  redução da Selic, seria de extrema importância. Na busca do equilíbrio financeiro das empresas a revisão do custo do financiamento imobiliário é preponderante.”

Antonio Mary Ulrich, vice-presidente do Sinduscon-RS

 

“O Sinduscon-RS Lives está encerrando hoje a primeira temporada. Mas em agosto o projeto retorna, com mais 10 transmissões tratando de temas relevantes à construção civil e ao mercado imobiliário. Um formato que foi bem sucedido por não ter limite de público e distância.”

Rafael Goellner Garcia, vice-presidente do Sinduscon-RS

 

“Em julho o Sinduscon-RS se dedicará a ações  que quase exclusivamente atendem os interesses de nossos associados, como pesquisas de mercado, plano diretor e interiorização. Obviamente que assuntos pertinentes a COVID-19, por meio do nosso Comitê de Crise, buscando a reabertura do setor, sempre com muita cautela e segurança, é uma prioridade. Neste sentido, a Entidade está de portas abertas às empresas do setor.”

Claudio Teitelbaum, vice-presidente do Sinduscon-RS

 

Leia Também

Deixe seu comentário