Crédito imobiliário em janeiro atingiu R$ 7,27 bilhões

Os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram R$ 7,27 bilhões em janeiro, melhor resultado para o mês desde 2016. O crescimento foi de 42,7% em relação a janeiro de 2019, mas houve queda de 16,1% comparativamente a dezembro de 2019, o que se explica pela sazonalidade.

No acumulado dos últimos 12 meses (fevereiro de 2019 a janeiro de 2020), foram aplicados R$ 80,9 bilhões na aquisição e construção de imóveis com recursos do SBPE, alta de 37,9% sobre os 12 meses anteriores.

Em janeiro de 2020, foram financiados nas modalidades de aquisição e construção 27,9 mil imóveis, registrando elevação de 38,9% comparativamente a janeiro de 2019 e redução de 11,9% em relação a dezembro. Repete-se no número de imóveis financiados, a exemplo do verificado com os valores, o efeito da sazonalidade, pois dezembro é, historicamente, o mês mais forte para as operações.

Nos últimos 12 meses, até janeiro de 2020, os recursos do SBPE propiciaram a aquisição e a construção de 305,8 mil imóveis, alta de 31,4% em relação ao período precedente.

A captação líquida das cadernetas de poupança do SBPE foi negativa em R$ 9,84 bilhões em janeiro, confirmando a prevalência estatística de resultados inexpressivos no período. Saques superiores aos depósitos foram verificados em 73% dos meses de janeiro, como se vê na série histórica iniciada em 1994. Esse fenômeno sazonal é, em parte, explicado pela concentração de despesas das famílias em janeiro (IPVA, IPTU, instrução, dívidas contraídas em fins de ano, férias, etc.), levando parcela dos poupadores a utilizarem recursos disponíveis das cadernetas para complementar o orçamento.

A captação líquida negativa levou o saldo das cadernetas a encerrar janeiro de 2020 em R$ 649,6 bilhões, com redução mensal de 1,2%. Houve, entretanto, alta de 6,3% em relação ao mesmo período de 2019. (Fonte:Abecip)

Acesse a íntegra do release

Leia Também

Deixe seu comentário