Ana Amélia defende o Estado eficiente com menos burocracia

O Sinduscon-RS recebeu no dia 4 de agosto a candidata ao governo pela coligação Esperança que Une o Rio Grande (PP-PSDB-SD-PRB), Ana Amélia. Na sua fala, durante a reunião-almoço, a progressista falou da necessidade de criar um ambiente favorável aos empreendedores gaúchos. Ana Amélia ressaltou que o Estado precisa ser eficiente e menos amarrado pela burocracia existente hoje. A demora na obtenção de uma licença, exemplificou, afasta do Rio Grande do Sul empreendedores que planejam ampliar os seus negócios. “O Estado precisa ser mais atrativo do ponto de vista da sua simplificação e da sua eficiência. Não deve estar a serviço de um partido, mas da sociedade gaúcha”, comentou.

A candidata defendeu uma interlocução respeitosa entre capital e trabalho, articulação e diálogo entre os setores público e privado, mais segurança jurídica e rigor para tornar justa a competição em relação a obras públicas. Lembrou que, no Senado, foi contra o Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que contraria os avanços da Lei 8.666/93 (Lei das Licitações).

Ao término do evento o presidente do Sinduscon-RS, Ricardo Antunes Sessegolo, entregou a candidata um documento com sugestões para os problemas estruturais e operacionais que comprometem a competitividade do Estado e limitam o seu desenvolvimento. O material foi elaborado pelas entidades que compõem o Fórum de Infraestrutura da Agenda 2020 e do Fórum de Infraestrutura das Entidades do Rio Grande do Sul.

O candidato a vice-governador pela coligação Esperança que Une o Rio Grande Cassiá Carpes, e a candidata ao Senado Simone Leite, acompanharam a candidata Ana Amélia.

Leia Também

Deixe seu comentário