Falta de areia preocupa a indústria da construção

O presidente do Sinduscon/RS, Paulo Vanzetto Garcia, e o Diretor Adm/Financeiro do Sicepot/RS, Nilto Scapin, concederam entrevista coletiva à imprensa no dia 3 de junho para apresentar a posição das entidades da indústria da construção gaúcha relativamente à situação do abastecimento de areia após a decisão Judicial que proibiu a extração do material no Rio Jacuí.

Os dirigentes falaram sobre os reflexos do desabastecimento do insumo, que já compromete a continuidade de obras nas áreas de mobilidade urbana, rodovias, habitação – inclusive o Programa Minha Casa Minha Vida e de preparação para a Copa de 2014. Ratificaram a posição de que uma solução passa pela intervenção urgente do Governo do Estado, garantindo, ao Judiciário, a fiscalização com a mínima segurança ambiental no Rio Jacuí.

“A falta de areia está comprometendo o ritmo de andamento das obras, bem como ocasionando a substancial elevação de seus custos e já provocando o desequilíbrio econômico-financeiro de contratos”, ressalta Garcia.
“As obras dos corredores de ônibus BRTs na Bento Gonçalves e Protásio Alves devem parar entre quarta-feira e quinta-feira desta semana”, afirmou Scapin.

Quanto a alternativas que não venham de fontes hídricas, os dirigentes alertam prejuízos maiores, uma vez que a navegabilidade retira veículo das nossas saturadas rodovias que seriam necessários para o transporte de areia desde regiões mais distantes. Lembram ainda que as opções não apresentam o mesmo desempenho que o da areia.

Leia Também

Deixe seu comentário