Investimentos navais criam oportunidades à Construção Civil

A construção da primeira plataforma a operar na extração do petróleo da camada do pré-sal em São José do Norte reforça o polo naval no Estado e cria oportunidades para o mercado da construção civil. Em reunião-almoço da Comissão de Obras Públicas e Privadas do Sinduscon-RS, realizada no dia 9 de outubro, o diretor presidente da EBR Brasil, Alberto Padilla, afirmou que R$ 500 milhões serão investidos em diversas fases do estaleiro, com a geração de até 3 mil empregos diretos e cerca de 10 mil empregos indiretos no primeiro contrato, devendo este ser responsável pelo processamento de 110.000 toneladas de aço ao ano.

Com a chegada do maior estaleiro da América do Sul, a economia do município, que sempre esteve apoiada na agricultura e na pesca, necessitará de uma ampliação e modernização em sua infraestrutura. Neste sentido, a Estaleiros do Brasil SA (EBR), originada da associação entre a japonesa Toyo e a brasileira SOG Óleo e Gás (Setal), com mais de 20 anos de atuação na construção de plataforma em alto mar, estabeleceu parcerias para desenvolvimento de projetos que visam analisar previamente como melhor aparelhar o município nas áreas de equipamentos urbanos, habitação, pavimentação e serviços, uma vez que a perspectiva é de que a população local ( 25 mil habitantes) dobre em no máximo 10 anos.” Há um ano firmamos um convênio com uma escola de arquitetura da Austrália, com especialização em humanização do trabalhador que apresentará uma proposta de desenvolvimento urbano com foco em condomínios autossustentáveis, que será apresentada às autoridades estadual e municipal”, afirmou Padilla. Paralelamente, a EBR Brasil tem promovido encontros de aproximação entre Ministério das Cidades, Caixa Econômica Federal e Prefeitura de São José do Norte, com o objetivo de atrair projetos do Programa Minha Casa Minha Vida para o município.

Mesmo com 75% das obras civis do estaleiro já contratadas, o vice-presidente do Sinduscon-RS, Paulo Eduardo Nunes Ponte, que coordenou o evento, reforça que as oportunidades para o setor de novas edificações são muitas num processo de ampliação ou implantação de parques industriais no Estado a exemplo do que já ocorre em Guaíba com expansão da Celulose Riograndense. Na oportunidade o presidente eleito do Sinduscon-RS (gestão 2013/2015), Ricardo Antunes Sessegolo, entregou aos investidores presentes, o Cadastro Industrial da Entidade, que apresenta um panorama geral das empresas associadas ao Sinduscon-RS com experiência comprovada na execução de obras industriais em todo o Brasil.

Leia Também

Deixe seu comentário